Como investir em milhas e ter uma renda extra

0
15

Os brasileiros estão cada dia mais antenados em métodos para gerar renda extra. Um desses métodos é, justamente, investir em milhas. Embora haja essa conscientização acerca dos pontos, uma boa parcela ainda expira sem ser usada.

Devemos ter cuidado ao falar sobre investimento em milhas. Afinal, existem duas modalidades nessa área: ver os pontos como ativos, ou usar os pontos como um mecanismo de “cashback”.

Neste post, vamos explicar um pouco sobre ambas e começar a investir em milhas. Portanto, não deixe de ler até o final!

Como investir em milhas

O que são milhas?

Os bancos fazem de tudo para fidelizar e conquistar novos clientes. Para isso, usam centenas de estratégias, e uma delas é o acúmulo de milhas.

O nome dos pontos remete a um tempo em que eram usados exclusivamente para passagens aéreas. Nos dias de hoje, porém, pode-se trocá-los por serviços e produtos, e até por dinheiro.

Em resumo, alguns cartões de crédito oferecem planos de acúmulo de milhas. A quantidade de pontos costuma variar de acordo com a fatura do cartão – e com o próprio plano, diga-se de passagem.

Dá para viver de trade de milhas?

A InfoMoney publicou uma notícia, no dia 24 de agosto de 2019, informando sobre um trader que consegue ótimos lucros com transações de milhas. No caso, foi informado que o entrevistado conseguiu lucrar R$ 20 mil em uma única operação.

Em resumo, ele praticava a compra e venda de milhas, da mesma maneira como ocorre na bolsa: comprar na baixa e vender na alta de preços. Porém, ao longo da notícia, ele confessou que esses momentos de lucros altos são raros. 

Afirmou, ainda, que cerca de R$ 2 mil por mês era quase garantido, mas que mesmo assim há muitas incertezas.

Para conseguir esses resultados, é imprescindível conhecer o mercado, de maneira geral. A economia também influencia muito no preço das milhas. Portanto, não é uma atividade recomendada para quem não é da área.

Sobre a resposta para a pergunta deste tópico, é provável que dê para viver apenas de trade de milhas, mas é uma atividade muito arriscada.

Como acumular pontos?

Como foi dito nas seções anteriores, o acúmulo de pontos se dá através da fatura do cartão de crédito. Porém, a quantidade de milhas gerada varia de acordo com vários fatores.

Um dos principais, aliás, é o programa escolhido.

Vale lembrar que, na maioria dos casos, é necessário pagar pela assinatura dos planos. Os que mais geram pontos costumam ser os mais caros – e acompanham cartões exclusivos.

Portanto, para conseguir milhas, você precisa participar de um dos programas a seguir:

  • LATAM Pass 
  • Smiles 
  • TudoAzul  
  • Livelo 
  • Miles&Go

A depender de quando você está lendo este conteúdo, pode haver mais (ou menos) programas disponíveis para você.

Vamos comentar um pouco sobre cada uma das opções listadas acima:

LATAM Pass

A LATAM Pass é um programa mais recente, surgindo da união entre a TAM com a LAN. O programa era chamado de Multiplus – e você vai encontrar esse nome em alguns locais da internet.

Em resumo, você pode usar suas milhas para adquirir diversos produtos e serviços. O mais interessante é sempre o resgate de bilhetes, mas há marcas parceiras que também aceitam a troca.

A vantagem desse programa é a baixa quantidade de milhas necessária para resgatar um bilhete, parceria com 27 bancos e 17 empresas do ramo de aviação. Também possui uma rede internacional poderosa, além de contar com a Azul como parceira.

Smiles

O Clube Smiles está vinculado à Gol, uma excelente companhia aérea. Embora seja conhecido por ser menos competitivo que os demais, a empresa está trabalhando para melhorar o programa.

Atualmente, clientes diamante têm pontos que levam 10 anos para expirar. Há, ainda, a compra de passagens por milhas, mas sem o cliente as tê-la no momento da aquisição – o famoso fiado.

Esse programa é maior que o anterior, tendo 35 empresas aéreas e 29 bancos como parceiros.

TudoAzul 

O programa TudoAzul foi eleito o melhor por vários anos consecutivos. Ele possui cobertura para voos nacionais, excelente atendimento e permite resgates promocionais periódicos.

Um de seus diferenciais são as parcerias com empresas diversificadas. Portanto, pode-se trocar pontos por produtos e serviços de consumo, varejo, moda e muito mais.

Porém, seus pontos expiram em 24 meses, e não há muitas empresas aéreas parceiras desse programa – ainda.

Livelo

Acredite se quiser, mas o programa Livelo não está atrelado a uma companhia aérea. Então, a finalidade é acumular pontos para usá-los em diversas empresas parceiras – não sendo totalmente focado em viagens.

Para acumular os pontos, o consumidor precisa realizar compras em lojas determinadas pelo programa.

Há uma parceria direta entre o Livelo e o Pontos Para Você. Os pontos duram, em geral, 24 meses, e podem ser trocados por diversos produtos e serviços, inclusive em milhas.

Miles&Go

O Miles&Go recebeu bastante destaque em 2019, quando foi eleito o melhor programa internacional, pelos brasileiros. Ele é da portuguesa TAP, e conta com companhias como Gol e Azul como parceiras.

Esse programa passou por algumas alterações nos últimos anos. Uma delas foi o tempo até as milhas expirarem: agora são necessários 3 anos. Da mesma forma, a quantidade de assentos para quem usa milhas também aumentou.

Vender pontos de programas de fidelidade é legal?

Essa é uma excelente pergunta!

Quando olhamos o texto da lei, não há nada que impeça essa prática. Todavia, os programas proíbem, expressamente, a venda de pontos – dado que eles também vendem, e não querem concorrência.

No entanto, é uma prática considerada normal, tendo diversas plataformas focadas nessas transações.

Qual a quantidade mínima de milhas para vender?

Em geral, é necessário acumular um valor interessante de milhas para poder investir, se você pretende vender. A maioria das plataformas de venda aceitam somente valores acima de 3.600, e com, no mínimo, 60 dias até expirar.

Portanto, não deixe para vender na última hora!

Qual é o valor das milhas?

O valor das milhas varia de acordo com diversos fatores. Dessa forma, é preciso olhar a cotação das plataformas para saber com precisão. Mas vale lembrar que os valores são bem abaixo dos praticados pelos programas.

Aproveite o acúmulo de milhas para fazer uma renda extra. Não deixe esse dinheiro escapar de suas mãos.

Se você gostou deste post sobre como investir em milhas, compartilhe!

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here