Entenda sobre NFTS e CRIPTOMOEDAS

0
166

O mercado de investimentos possui diversos ativos que sua empresa deve prestar atenção, mas com o avanço da tecnologia, o que vem se destacando são os NFTS e CRIPTOMOEDAS, que se apresentam como novos produtos que utilizam o blockchain para uma inovação sem igual. 

Em algum momento, você pode ter se deparado com anúncios online dizendo para investir em NFTs e criptomoedas, um novo modelo de negócios que ocorre no ambiente digital. 

Até mesmo outras empresas podem oferecer NFTs e criptomoedas, e você ainda está sem entender o significado desses termos, e como é o funcionamento dessas tecnologias. 

De uma forma bastante abrangente, livre de termos técnicos, ao longo desse texto detalhes foram dispensados, tudo em prol da compreensão por quem ainda é leigo no assunto. 

Conforme essas tecnologias evoluem de forma constante, o próprio cenário em que as NFTs e criptomoedas se encontram hoje, podem se transformar completamente em um curto espaço de tempo e ser essencial para uma empresa de película automotiva aswf para serem comercializadas.

Sendo assim, essa é uma visão geral que permite que você e sua empresa possam se surpreender no campo dos investimentos, e discutir de forma inteligente com os responsáveis por ativos e passivos corporativos, assim como com amigos e familiares quando esse assunto vir à tona.

Do que se trata um NFT?

A definição para NFT é Non Fungible Token, ou token não fungível, sendo que este último termo é empregado na economia para descrever algo que possui ativos intercambiáveis, uma fábrica de troféus em acrílico poderia investir em NFT’s e criar produtos digitais, por exemplo. 

Para exemplificar, algo fungível é o que pode ser substituído ou trocado facilmente, como quem pega, por exemplo, um nota de R$ 50 e pode dividir em duas notas de R$ 20 e uma de R$ 10. 

O NFT é um item não fungível, ou seja, não é intercambiável, o que significa que é único, e não pode ser substituído, diferente das criptomoedas, que serão explicadas a seguir. 

NFTs são ativos digitais que consistem em dados armazenados em um blockchain com códigos identificadores exclusivos que ajudam a distingui-los uns dos outros.

Qual a definição para criptomoeda?

A criptomoeda utiliza a tecnologia blockchain, ou melhor, é executada sobre essa corrente de blocos, que registra e armazena dados sobre todas as transações realizadas em um livro-público, podendo ser acessado por qualquer pessoa. 

Diferente das moedas de cada país que servem para comprar kit pex, uma criptomoeda é um sistema descentralizado, ou seja, independente de qualquer regulação centralizada. 

As transações financeiras, todas elas, ocorrem e são registradas em um livro-razão descentralizado, disponível para qualquer pessoa na internet, anulando qualquer necessidade de uma autoridade central. 

Como NFTs e criptomoedas usam blockchain?

Na prática, a tecnologia blockchain é um sistema de gerenciamento e compartilhamento de dados, completamente original e seguro. 

O blockchain permite que os dados sejam armazenados e controlados a partir de uma rede democrática de usuários, em vez da centralização de gigantes do setor de tecnologia e intermediários. 

Estabelecido como Web3, o blockchain pode fazer o que os modelos mais tradicionais da internet, considerados a Web2, não podem, e assim uma empresa pode cobrar uma manutenção de caldeiras industriais em criptomoeda.

Dessa maneira, a tecnologia baseada em blockchain é utilizada para dar início a uma nova iteração da internet, exatamente a Web3.

Para facilitar a explicação, basta pensar que o blockchain é uma coleção digital compartilhada, assim como um registro de transações de dados, que não se difere muito de um livro público. 

Os registros de transações de dados individuais são armazenados em blocos conectados, formando uma cadeia de contabilidade, originando o termo blockchain.

As transações que ocorrem na blockchain são acionadas apenas se o registro de distribuição, formado por muitos nós do sistema, com computadores dedicados à proteção, verificarem cada processo dentro do armazenamento.

Na sequência, o conteúdo do livro-razão deve ser confirmado por todas as partes envolvidas no processo de verificação, o que significa que, quanto mais móveis para se verificar dentro de um sistema, mais seguro ele se torna. 

Diferente de invasões de hackers que se prontificam apenas para mexer no sistema, para hackear um livro-caixa associado ao blockchain é preciso controlar uma grande quantidade de computadores, o que torna todo o sistema muito mais seguro e moderno.

Por isso que o blockchain é aplicado em NFTs e criptomoedas, sendo uma nova tecnologia que pode suportar transações de dados descentralizadas dos mais diversos modelos. 

Como NFTs e criptomoedas se diferem?

A principal diferença entre NFTs e criptomoedas não podem ser negociadas entre si, pois são representações únicas de ativos do mundo real. 

No caso das criptomoedas, assim como moedas digitais, elas podem ser negociadas entre si, pois não há perda de valor e podem ser usadas para contratar uma empresa de instalações elétricas para um imóvel. 

Não se pode confundir, aliás, NFTs e criptomoedas com as moedas digitais, como o Real Digital, que são centralizadas e reguladas por autoridades como o Governo Federal e bancos, que acompanham as transações quando elas ocorrem.

NFTs e criptomoedas são descentralizadas e, portanto, são reguladas apenas pelas comunidades responsáveis pela administração, como Bitcoin e Ethereum.

Ao contrário das NFTs e criptomoedas que são acessíveis por meio de um livro-razão público digital, tornando todas as transações transparentes, as moedas digitais são privadas e as informações baseadas nas transações e todas as transferências de dinheiro são confidenciais.

Como NFTs e as criptomoedas funcionam juntos

Quando se fala em NFts e criptomoedas, eles fazem parte da Web3 proposta pela sociedade digital, e são uma grande parte do metaverso que se mostra em ascensão. 

Diferente das criptomoedas, os usuários não podem negociar um NFT por outro, mas os usuários que se envolvem podem trocar criptomoedas por NFTs.

Para comprar NFTs, o usuário precisa de uma carteira criptográfica, que também é utilizada para armazenar criptomoedas.

Nesse ponto, a tecnologia empregada pelas plataformas trabalha com o armazenamento de chaves de NFT, o que comprova a propriedade de uma coleção.

Dessa forma, como uma carteira offline, os usuários mantêm as carteiras criptográficas seguras e privadas para investir em uma clínica de exame admissional em cotia para o setor industrial. 

Mesmo que seja um investimento que ocorre no ambiente virtual, onde os NFTs estão à venda apenas com pagamento por criptomoeda, muitas vezes os proprietários disponibilizam a opção para quem quer comprar com cartão de crédito ou moeda local. 

Os usuários podem anunciar o investimento ou venda de NFTs e criptomoedas em configurações de rede social, por meio de uma campanha de marketing digital e, assim, as postagens podem ser acessadas por qualquer pessoa com um perfil ativo.

Qual o risco em investir em NFTs e criptomoedas?

Como todo e qualquer investimento, o mercado que envolve blockchains, NFTs e criptomoedas conta com riscos e, por vezes, nem mesmo a experiência e a intuição podem ajudar a sair vitorioso.

A quantidade que sua empresa está disposta a investir depende do quanto se está disposta a perder, e isso deve dar uma ideia do nível de risco envolvido ao entrar no assunto que envolve NFTs e criptomoedas. 

Diferente do tradicional mercado de ações, não há entidades centralizadas para responsabilizar, o que torna o setor do blockchain um ambiente em que pessoas podem tentar executar um golpe. 

Por isso, é crucial investir por meio de profissionais que conhecem o ramo, e que apresenta projetos que podem ser considerados genuinamente valiosos, como uma empresa de jateamento de vidro em expansão que aceita criptomoedas.

Há muito o que aprender quando se trata de investimento em NFTs e criptomoedas e, por isso, nem sempre é possível capitalizar em um projeto que não se possa, definitivamente, identificar o valor real.

Como investir em NFTs e criptomoedas

A partir do momento que se sabe que há riscos, os investimentos em NFTs e criptomoedas podem ser aplicados em curtos períodos, mas é essencial ter uma compreensão completa de como um projeto funciona antes de arriscar qualquer capital.

A avaliação sobre investimentos de curto prazo podem refletir uma forma fácil de se ganhar dinheiro, mas um investidor experiente sabe que isso requer compreensão sobre o mercado, ter um senso intuitivo e conhecer em que se está investindo. 

A volatilidade do mercado pode desencadear todos os tipos de emoções em traders inexperientes, e o que pode parecer a decisão certa para uma empresa de licenciamento ambiental no momento pode muitas vezes se tornar prejudicial no mundo dos investimentos.

Conclusão

De qualquer maneira, vale afirmar que sua empresa pode revolucionar quando pensar em investir em NFTs e criptomoedas, pois esses dois ativos mudaram a forma de visão da própria sociedade, desde como se enxerga e aprecia a arte, e até como se pensa os conceitos básicos de economia.

A Web3 é um lugar dinâmico, em que as blockchains têm muito a explorar, mas ainda assim se mostra desafiador e inspirador, que você e sua empresa não podem deixar passar como oportunidade de negócios. 

Por fim, procure um especialista em NFTs e criptomoedas para não correr o risco de perder valor substancial e, sim, ganhar ainda mais com os ativos digitais e tudo que vem a seguir no mundo da tecnologia. 

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here